Dissertação: Abordagem STEAM para a Inovação Educacional no Ensino de Ciências

Dublin Core

Título

Dissertação: Abordagem STEAM para a Inovação Educacional no Ensino de Ciências

Descrição

A abordagem STEAM dinamiza o processo ensino-aprendizagem mediado pelas
tecnologias educacionais. Dessa forma, o objetivo geral desta dissertação foi
compreender a relação entre o desenvolvimento da Fluência
Tecnológico-Pedagógica (FTP) e da inovação educacional no contexto do Ensino de
Ciências na Educação Básica por meio de projetos sob a abordagem STEAM. A
pesquisa foi de caráter qualitativo e adotou a DBR como base metodológica. A
delimitação, a organização, a análise dos dados e a síntese conceitual foram
realizadas a partir da criação de três Matrizes Cartográficas: a Matriz
Dialógico-Problematizadora (MDP), a Matriz Temático-Organizadora (MTO) e a
Matriz Temático-Analítica (MTA). Os dados foram produzidos por meio de
observação participante, aplicação de questionários e o desenvolvimento de um
projeto STEAM com duas turmas de uma escola pública da Educação Básica.
Concluiu-se que a resposta ao problema de pesquisa é afirmativa, ou seja, a
abordagem STEAM no Ensino de Ciências potencializa o desenvolvimento da
Fluência Tecnológico-Pedagógica (FTP) e consequentemente a inovação
educacional. Na Educação Básica pública a abordagem STEAM é recente e ainda
não está incorporada explicitamente às políticas de Estado. Evidencia-se que a
inovação educacional com integralização das tecnologias educacionais somente é
possibilitada com o aprimoramento da Fluência Tecnológico-Pedagógica (FTP).

Autor

Januza Fontes Vasconcelos

Data

21/07/23

Direitos

CC BY NC SA

Idioma

português

TCC/Monografia/Dissertação/Tese Item Type Metadata

Orientador

Elena Maria Mallmann

Data defesa

21/07/23

Resumo

A abordagem STEAM dinamiza o processo ensino-aprendizagem mediado pelas
tecnologias educacionais. Dessa forma, o objetivo geral desta dissertação foi
compreender a relação entre o desenvolvimento da Fluência
Tecnológico-Pedagógica (FTP) e da inovação educacional no contexto do Ensino de
Ciências na Educação Básica por meio de projetos sob a abordagem STEAM. A
pesquisa foi de caráter qualitativo e adotou a DBR como base metodológica. A
delimitação, a organização, a análise dos dados e a síntese conceitual foram
realizadas a partir da criação de três Matrizes Cartográficas: a Matriz
Dialógico-Problematizadora (MDP), a Matriz Temático-Organizadora (MTO) e a
Matriz Temático-Analítica (MTA). Os dados foram produzidos por meio de
observação participante, aplicação de questionários e o desenvolvimento de um
projeto STEAM com duas turmas de uma escola pública da Educação Básica.
Concluiu-se que a resposta ao problema de pesquisa é afirmativa, ou seja, a
abordagem STEAM no Ensino de Ciências potencializa o desenvolvimento da
Fluência Tecnológico-Pedagógica (FTP) e consequentemente a inovação
educacional. Na Educação Básica pública a abordagem STEAM é recente e ainda
não está incorporada explicitamente às políticas de Estado. Evidencia-se que a
inovação educacional com integralização das tecnologias educacionais somente é
possibilitada com o aprimoramento da Fluência Tecnológico-Pedagógica (FTP).

Tamanho

154 pág.

Formato

pdf

Coleção

Referência

Januza Fontes Vasconcelos, “Dissertação: Abordagem STEAM para a Inovação Educacional no Ensino de Ciências,” Repositório de Arquivos Grupo GEPETER, acesso em 21 de fevereiro de 2024, https://gepeter.proj.ufsm.br/repositorio/items/show/184.

Formatos de Saída

Document Viewer